domingo, 22 de dezembro de 2013

Shimeji e Shitake na Manteiga


O Shimeji e o Shitake preparados desta maneira são velhos conhecidos dos frequentadores assíduos de restaurantes japoneses. O Shimeji especialmente. O preparo de ambos (idêntico, daí eu incluí-los em uma mesma receita) não tem mistério - sugiro apenas que as pequenas dicas sejam seguidas (e não omitidas da receita) já que fazem toda a diferença. Recomendo também comprar os cogumelos na Liberdade - além de ser um passeio ótimo, claro, comprar na Liberdade vale a pena pelo preço e variedade de cogumelos. Desta vez comprei Shimeji branco, Shimeji preto e Shitake.  O eleito mais gostoso foi o Shimeji branco.

Cogumelos na Manteiga

400g de shitake ou shimeji
1 colher (sopa) de manteiga
2 colheres (sopa) de shoyu
2 colheres (sopa) de saquê culinário (mirim)
2 colheres (chá) de acúcar
2 colheres (chá) de molho de gergilim
2 colheres (sopa) de cebolinha
Wasabi a gosto

Lave bem os cogumelos. No caso do Shimeji, que vem em tufos, separe as pétalas e descarte o caule, já com o Shitake, corte em fatias finas. derreta a manteiga em uma panela (de preferência uma wok, mas não é fundamental) e acrescente os cogumelos. Deixe refogar até que comecem a disprender um pouco de líquido. Junte o shoyu e o saquê (que deve ser o culinário, já que é licoroso). Deixe reduzir levemente e acrescente o açúcar e o molho de gergelim. Desligue o fogo e acrescente a cebolinha picada e o wasabi. Sirva imediatamente!

2 comentários:

  1. Linda receita! Não sabia que ia saquê nessa receita! Será que todos usam saquê?

    Restaurante em Moema

    Abs

    ResponderExcluir
  2. Tércio… O saquê culinário é bem diferente do saquê comum, que bebemos, ele é licoroso e ajuda a dar textura ao molho dos cogumelos… Até para preparar os molhos (tipo teryiaki) eu costumo usar. Acho que faz diferença, assim como o molho de gergilim… Imagino que estes dois ingredientes possam ser cortados sem muitos dramas, no entanto!

    ResponderExcluir